O estranho mundo das Balzaquiana

Que magia é para uma mulher chegar aos trinta anos

onde os sorrisos são mais fáceis e as dores são mais suportáveis

onde a maturidade se faz presente

 sem perder os trejeitos de menina

a liberdade e a segurança se abraçam com carinho

mas ainda tem tremores num beijo apaixonado

onde o charme brota em cada detalhe

o gostar de mais de si embeleza a alma

irradia todas as boas energias tornando- a mais bela.

Que magia os trintas anos exercem numa mulher

depurando as emoções , revelando os verdadeiros amores

aflorando as paixões.

Ah! Essa mulher de cheiro gostoso

aprimorado pelo tempo ,cultivado diariamente

quase madura , quase menina

conhece os muitos caminhos do prazer

e todas as intensidades e cores do tesão ,o nome de cada orgasmo.

Que a magia dos trintas anos perdure muito mais

que exalte o charme conquistado

a inteligência refinada

que nunca aparte da felicidade.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

                   Hoje decidi sair da terceira pessoa e falar em primeira. Parece estranho, um caminho desconhecido e sem volta, 30 é muito, são três décadas… Quando olho para trás, percebo que não sei onde deixei tantos anos…

Sou, ou melhor, me sinto menina! Mas hoje, diferente de ontem me conheço melhor, faço minhas escolhas e decido, com firmeza, os caminhos que quero seguir.

Se, ser balzaquiana significa autoconhecimento, independência e por mais contraditório que possa parecer, é ser mulher me sentindo menina, então aceito os 30 mesmo sem vê-los com bons olhos, mas os aceito! 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s